sábado, 1 de março de 2014

Putin tenta oficializar perante Senado russo sua ação militar na Ucrânia.Atualizado

UND: Mera formalidade do Putin, visto que já há uma ação em curso na Criméia e que pode se desdobrar a outras áreas do leste da Ucrânia.Os próximos dias configurarão uma nova dinâmica de poder no que concerne a Ucrânia, envolvendo Rússia e por outro lado aqueles que dão suporte ao governo pró-UE em Kiev.Vamos vendo.

Putin requer ao Senado da Rússia autorização para uso da força militar na Ucrânia



Homem armado guarda um prédio do governo em Simferopol,na Crimeía região separatista da Ucrânia neste Sábado. Crédito Sergey Ponomarev para o The New York Times
Pedido do Sr. Putin , em grande parte uma formalidade, sinalizou publicamente pela primeira vez a prontidão do Kremlin de intervir militarmente na Ucrânia , e serviu como uma resposta contundente ao presidente Obama, que poucas horas antes incisivamente alertou a Rússia a respeitar a soberania da Ucrânia .

Mesmo que o Sr. Putin apresente sua solicitação ao Senado, formalmente chamado de Conselho da Federação , é um sinal de força clara de que  Moscou em grande parte vai ao controle da península disputada.

Apenas algumas horas mais cedo na manhã de sábado , o primeiro-ministro pró- Rússia recém-instalado da Criméia declarou que tinha o controle exclusivo sobre os militares e a polícia na península disputada e têm apelado para Putin para ajudá-lo a proteger a região.

O primeiro-ministro , Sergei Aksyonov , também disse que a referendo público sobre a independência será realizado no dia 30 de março.

Em um dia de nervos em frangalhos e apelos políticos lançando  fagulhas que lembram as últimas décadas de conflitos étnicos no ex- bloco soviético - nos Balcãs ao Cáucaso - As forças pró- russas disseram que deverão tomar o controle de um prédio do governo em Kharkiv, e uma multidão no centro de Donetsk puxam para baixo a bandeira ucraniana azul-e- amarelo e levantou um a bandeira russa .

The New York Times

Conselho da Federação autoriza uso das Forças Armadas russas na Ucrânia

ucrânia, putin, yanukovich, tropas russas, crimeia

Este sábado, o Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo) deu resposta positiva ao presidente Vladimir Putin em relação a seu pedido de permitir o uso das Forças Armadas da Federação Russa no território da Ucrânia para a normalização da situação política no país.

4 comentários:

  1. Será que vai ser igual na Georgia?

    ResponderExcluir
  2. A União Europeia e os Estados Unidos irão ajudar a Ucrânia...com velas e caixões para os ucranianos.

    ResponderExcluir
  3. KKKKKKKK Só se for assim Tesla kkkkkkkk
    Mafel- creio que a situação agora em curso é um pisar sobre ovos, qualquer incidente com forças nacionalistas pró-Ucrânia, pode desencadear uma resposta russa e entendido como uma agressão armada além do que os ucranianos pró-EU no poder já classificam como ato de agressão russa a Ucrânia ao adentrarem na Criméia em primeiro passo e que pode seguir em maior escala pelo leste do país pró-Rússia. Então o perigo é real e será muito mais latente um conflito entre Rússia e Ucrânia. Vamos acompanhando. Abraços a todos

    ResponderExcluir
  4. as letras q aparecem em negrito ou embaixo da foto esta com uma fonte ruim, vcs poderiam mudar por outra pq fica dificil ler ^^

    ResponderExcluir

Em observação... Adm.
Qualquer comentário que for ofensivo e de baixo calão, não será bem vindo neste espaço do blog.
O Blog se reserva no direito de filtrar ou excluir comentários ofensivos aos demais participantes.
Os comentários são livres, portanto não expressam necessariamente a opinião do blog.
Usem-no com sapiência, respeito com os demais e fiquem a vontade.
Admin- UND-HN